05/02 12:33

Projeto fomenta protagonismo feminino na construção de políticas públicas

O projeto “Direitos Humanos de mulheres indígenas e quilombolas: uma questão de governança” apresentado, na quarta-feira (3), por uma comitiva da ONU Mulheres do Brasil à Secretaria de Estado da Mulher (SEMU) tem como foco o protagonismo feminino para construção de políticas públicas. 

A gerente de Projetos da ONU Mulheres, Ana Cláudia Pereira, destacou a importância do projeto diante da dificuldade de conseguir garantir os direitos das mulheres indígenas e quilombolas em situação de vulnerabilidade social. “A discriminação resulta em desigualdades, e na dificuldade de garantir direitos à essas mulheres em situação de vulnerabilidade. Daí surge o projeto, como uma busca dessas mulheres ao direito de protagonizar a luta pelos seus próprios direitos, dando a elas voz ativa na participação da democracia”, ressaltou Ana Cláudia Pereira.

A explanação do projeto foi feita com a presença das representantes da ONU Mulheres, Anastasia Divinskaya e Ana Cláudia Pereira; da secretária estadual da Mulher, Nayra Monteiro, e da adjunta Kari Guajajára; do secretário estadual de Meio Ambiente, Diego Rolim; representantes da Sedihpop, Airton Ferreira, Nilce Cardoso e Silvane Magali; representantes da SES, Ana Luiza e Eliane Vera; representantes da CNN, Paula Guterres e Fátima Souza; representante da Conaq, Socorro Nascimento; e a deputada estadual Ana do Gás.

Kari Guajajára, secretária adjunta estadual da Mulher, pontuou a disposição do Governo do Estado em trabalhar as pautas apresentadas e a importância das mulheres de comunidades indígenas e quilombolas contribuírem com o Estado na implementação de políticas públicas. “É importante pontuar a disposição do Governo do Estado em trabalhar essas pautas. Nós mulheres quilombolas, apesar de toda a vulnerabilidade, temos muito a contribuir com o estado em diversos aspectos. O projeto é muito desafiador, pois nos traz a necessidade de enxergar as potencialidades das mulheres dessas comunidades”, comentou.

Presente na apresentação, o secretário estadual de Meio Ambiente, Diego Rolim, ressaltou a importância de promover a preservação ambiental através das ações que também compõem o projeto. “As pautas sugeridas pelo projeto são muito importantes para a promoção do meio ambiente de forma prática, sobretudo, na redução das queimadas e do desmatamento, fortalecendo a preservação ambiental. Inclusive, outros estados deveriam desenvolver projetos como esse para o bem do meio ambiente”, frisou.

O superintendente de Direitos Humanos, Airton Ferreira, e a representante da Coordenação Nacional de Articulação de Quilombos (Conaq), Socorro Nascimento, também deram ênfase às ações propostas pelo projeto, e enxergam a iniciativa com bons olhos. 

“É um projeto muito importante para garantir os direitos humanos às mulheres quilombolas, através de ações efetivas, com o objetivo de diminuir as desigualdades”, declarou o superintendente de Direitos Humanos, Airton Ferreira.

“Em nome da Conaq gostaríamos de agradecer à SEMU e à ONU Mulheres por abrir o diálogo sobre essas questões tão pertinentes às comunidades indígenas e quilombolas, visando aperfeiçoar políticas públicas que garantam os direitos dessas mulheres, que muitas vezes se encontram em situação de vulnerabilidade”, afirmou a representante da Conaq, Socorro Nascimento.

Contatos

contatos

CONVENTO DAS MERCÊS

R. da Palma, 502 – Desterro, São Luís – MA, 65010-620

Telefone: (98) 99129 1761

Email: secigualdaderacial.ma@gmail.com

Horário de Atendimento/funcionamento: 9h às 12h e das 13h às 18h.

Assessoria de Comunicação (Mateus Costa)

(98) 98171-7352 (Whats) e (98) 99173-6194

Email: ascom.seir.ma@gmail.com

Links Úteis
Localização

localização

Map

Click to open a larger map